Meus aplicativos de Fotos para Instagram

29 de julho de 2017

Oi minha preta, tudo bom?
Hoje vim dar algumas dicas de aplicativos de fotos pra você arrasar no Instagram. Bora lá?

1- O primeiro app que mais uso é o famoso VSCO.



Nele você consegue usar vários efeitos bacanas e deixar a foto mais profissional, digamos.


Pra poder usar todos os filtros você tem que comprar o aplicativo, mas na internet você consegue achar versões gratuitas com todos os filtros desbloqueados. 
Esse app é muito amor <3

 2- Foodie


Esse aplicativo é uma mão na roda, quem me indicou foi a Danny Mendes e ele é maravilhoso. A princípio ele é para fotos de comidas, mas dá pra usar lindamente em outros tipos de fotos. 

É totalmente gratuito. Muito bom!


3- Perfect 365


É um photoshop mesmo. Se você quer corrigir alguma imperfeição, manchas ou espinhas.. ele é ótimo pra isso. Mas cuidado pra não exagerar e a foto não ficar tão natural!


Nessa foto eu tirei algumas manchas e marquinhas no rosto e no colo..


Atualmente são somente esses 3 aplicativos de fotos que tenho usado e o que eu mais uso é o VSCO, só com ele você consegue deixar a foto perfeita pra postar!
Logo mostro pra vocês em vídeo como eu edito minhas fotos pro Instagram, inclusive segue lá.. @negraluaa

Espero que tenham gostado, um beijo!

25 de Julho: Dia Internacional da Mulher Negra, Dia Nacional de Tereza de Benguela

25 de julho de 2017

Oi preta, tudo bom?
Sabem que dia é hoje?
É o dia internacional da Mulher Negra, Afro Latino-Americana e Afro-Caribenha e dia Nacional de Tereza de Benguela. E hoje vou compartilhar com vocês, a história dessa mulher que foi símbolo de resistência negra.

No interior do Brasil, Vale do Guaporé em Mato Grosso, do século XVIII surge um símbolo da luta das mulheres negras, Tereza de Benguela ou simplesmente "Rainha Tereza", como era conhecida em seu tempo. 

Tereza de Benguela - Rainha Tereza

Liderou o Quilombo Quariterê após a morte de seu marido, José Piolho, morto por soldados. Segundo relatos da época, o local abrigava mais de 100 pessoas dentre elas 79 negros e 30 índios. Tereza desafiou a Coroa e o sistema escravocrata português por mais de 20 anos. 
Sua liderança teve destaque, pois, coordenava a estrutura administrativa, econômica e política da comunidade, como uma espécie de Parlamento e um sistema de defesa, garantindo a segurança e a sobrevivência do Quilombo.
O Quilombo resistiu da década de 1730 até o final do século. 
Tereza foi capturada e morta por soldados em 1770 - alguns ainda dizem que ela preferiu se suicidar do que se submeter ao domínio dos brancos. Alguns quilombolas conseguiram fugir ao ataque e o reconstruíram - mesmo assim, em 1777 foi novamente atacado pelo exército de Luís Pinto de Souza Coutinho, sendo finalmente extinto em 1795.

Em 2014, o 25 de Julho instituído no Brasil como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra.
Vamos esquecer, pelo menos hoje, de pessoas racistas e preconceituosas e vamos celebrar à todas nós que existimos e resistimos!




5 séries favoritas da Netflix

15 de julho de 2017

Oi preta, tudo bom?
As séries estão tomando conta da vida de muita gente né, inclusive a minha hahah. E nada melhor do que compartilhar as nossas séries favoritas! Vou listar pra vocês 5 séries da Netflix que eu tenho acompanhado e outras que eu já terminei. Então bora lá?

1 - How to Get Away with Murder

Sabe aquela série que prende e se deixar você vira a noite assistindo? Pois é.
Produtora da série é Shonda Rhimes, a mesma de Grey's Anatomy e Scandal.
A série é sobre um grupo de estudantes de Direito e sua brilhante professora de Defesa criminal, que se vê envolvida em uma trama de assassinato que vai agitar toda a universidade. Vale a pena demais!

HTGAWM

2 - Scandal

Essa série é babado, gritaria e confusão literalmente!
Olivia Pope, ex-consultora de comunicação da Casa Branca, dedica sua vida a proteger a imagem pública da elite e garantir(de vários jeitos, até loucos) que seus segredos nunca sejam revelados.


3 - Orange is the New Black

Essa eu rio de nervoso!
Piper Chapman, uma mulher que foi sentenciada a 15 meses de prisão após ter cometido tráfico de drogas para sua ex-namorada, Alex e que não vê há anos. Para sobreviver, ela precisa aprender a conviver com outras detentas. O que Piper não espera é encontrar a ex cumprindo pena no mesmo lugar.

OITNB


4 - Dear White People - Cara gente branca

Série polêmica? Diria, que ela conta o que realmente acontece na sociedade.
Alunos negros de uma conceituada universidade norte-americana enfrentam preconceito, desrespeito e a política evasiva da escola, que está longe de ser "pós-racial".

Dear white people

5 - Legends Of Tomorrow - Lendas do amanhã

Essa é pra quem gosta de séries de super-heróis, ou nesse caso, lendas rs.
Quando heróis sozinhos não são o suficiente... o mundo precisa de lendas. Já tendo visto o futuro, um deles irá desesperadamente tentar impedi-lo de acontecer. Rip Hunter (Arthur Darvill), o viajante do tempo, recebe a tarefa de reunir um disforme grupo de heróis e vilões para confrontar uma ameaça difícil de parar; uma que não ameaça somente a integridade do planeta, mas do próprio tempo como uma entidade. Será que este improvável time é capaz de combater uma ameaça imortal, diferente de tudo que eles conhecem?
Tô adorando!



Não são só essas séries que tenho acompanhado, logo eu posto mais uma lista pra vocês.
Um beeijo!

Dandara, líder e guerreira | Histórias do nosso povo

9 de julho de 2017

Primeiramente, fora temer, segundamente fiquei muito feliz por ter conseguido alcançar muitas pessoas com o último post falando sobre a Princesa Alquatune e compartilhar mais sobre as mulheres negras que fizeram história e lutaram pela liberdade do nosso povo negro.

Hoje a história que vou compartilhar com vocês é sobre Dandara, mulher guerreira e que foi líder do quilombo mais conhecido no Brasil, Quilombo dos Palmares.

Dandara de Palmares
Dandara, foi uma das líderes assim como Alquatune, que lutou contra o sistema  escravocrata do século XVII. Não há nenhum registro sobre o local de seu nascimento ou ascendência africana, porém relatos nos levam a crer que nasceu no Brasil e se estabeleceu no Quilombo dos Palmares ainda criança. Dandara trabalhava na produção da farinha de mandioca, plantava, caçava, aprendeu a arte da capoeira e a empunhar armas. Quando adulta liderou grupos de mulheres negras guerreiras do quilombo.

Os ataques ao Quilombo de Palmares se tornaram frequentes a partir de 1630, com a invasão holandesa. Segundo relatos, Dandara teve um papel importante no rompimento de Zumbi dos Palmares, também seu marido com quem teve 3 filhos, com seu antecessor Ganga-Zumba (tio de Zumbi), primeiro grande líder do Quilombo dos Palmares. Em 1678, Ganga-Zumba assinou um tratado de paz com o governo de Pernambuco, O documento previa que as autoridades libertassem palmarinos que teriam sido feitos prisioneiros em um dos confrontos, a liberdade dos nascidos em Palmares, além da permissão para realizar o comércio. E em troca os habitantes do quilombo deveriam entregar os escravos fugidos que procurassem abrigo. Dandara juntamente com Zumbi foram contrários à esse tratado por entender que não se tratava de um acordo que previa o fim da escravidão. 

Dandara, participou e ganhou várias batalhas. Para ela a paz em troca de terras que eram prospostas do governo não era suficiente e preferia a guerra, pois, assim ela poderia impedir a volta da escravidão a destruição da República dos Palmares.
Não se sabe ao certo o verdadeiro motivo de sua morte, mas de acordo com relatos, Dandara foi morta juntamente com outros quilombolas em 06 de Fevereiro de 1694, após a destruição da Cerca Real dos Macacos, que fazia parte do Quilombo de Palmares.

Veja também o post sobre Alquatune.

Um beeijo!


Resenha: Máscara Misturinha Potente | Softhair Cosméticos

5 de julho de 2017

Oi preta, tudo bom?
Bora de resenha hoje?
Máscara misturinha potente da linha # que volume é esse da Softhair Cosméticos.

misturinha potente
Máscara misturinha potente - Softhair Cosméticos

A máscara é a base de óleo de coco e manteiga de abacate, ingredientes maravilhosos pra dar um ótimo resultado no nosso cabelo.
O produto possui 520g e serve para os tipos de cabelos 2/3/4.


misturinha potente


Como o nome já diz, ela é uma máscara para você fazer misturinhas ou você também pode usá-la sozinha como uma hidronutrição, já que ela possui o óleo de coco e a manteiga de abacate.
Já que ela é uma máscara base, você também pode potencializar a sua hidratação, nutrição ou reconstrução com óleos vegetais, ou ampolas de vitaminas e etc.
A máscara também é liberada para a técnica Low Poo.

misturinha potente


Gente, que máscara é essa! MA-RA-VI-LHO-SA
Ela deixou meu cabelo super macio, leve, com definição e o melhor de tudo, com o volume que eu gosto.
Com certeza está na minha lista de máscaras favoritas.
Sua consistência é muito boa e é de fácil aplicação, tanto a máscara sozinha como com misturinhas.

Vocês poderão encontrar essa máscara em perfumarias, pra quem é de Belo Horizonte pode ser facilmente encontrada na lojas Rede e seu preço está R$10,99 um ótimo preço pela sua ótima qualidade, vale super a pena hein!

Veja também a resenha em vídeo, mostrando mais detalhes e o resultado:



Um beeijo!

Resenha Manteiga Capilar - Coco e Pracaxi

17 de junho de 2017

Oi preta, tudo bom?
Vamos de resenha hoje?
A resenha é da manteiga capilar de Coco e Pracaxi da Softhair Cosméticos.


A manteiga capilar nada mais é, do que um creme de tratamento intensivo e você pode usá-la no seu cronograma capilar.
O produto possui 220g e essa manteiga de Coco e Pracaxi é indicada para cabelos ressecados e com muito frizz. Tem ação umectante e promete dar proteção natural aos fios.

De acordo com a embalagem, essa manteiga possui vários benefícios:
- Nutrição, Vitalidade e Proteção.
O Coco e Pracaxi em sua composição fazem com que o cabelo fique naturalmente umectado.


Eu adorei o resultado, deixou meu cabelo mais nutrido e macio. O efeito do coco já é ótimo pro nosso cabelo crespo e com o pracaxi, consegui ter um ótima nutrição. 
A manteiga é mais consistente e é de fácil aplicação.

O modo de uso é simples, lave o cabelo com shampoo e aplique a manteiga por todo cabelo concentrando no comprimento às pontas, deixe agir por 10 minutos (seguindo o que diz na embalagem) e enxague com água morna.
É importante seguir o que diz na embalagem para ter um melhor resultado.


O preço da manteiga pode variar dependendo da cidade, aqui em BH eu encontrei por R$16,99 nas lojas Rede.

Veja também a resenha em vídeo no canal:


Veja o post com todas as manteigas capilares da Sofhair Cosméticos, clique aqui!


Um beeijo!

Princesa Alquatune | Histórias do nosso povo!

15 de junho de 2017

Mesmo sabendo que a história do povo negro não é divulgada como deveria, mesmo assim o que é divulgado não favorece as mulheres negras. As histórias que muitos devem conhecer é sobre  Zumbi dos Palmares, um dos grandes líderes negros. Mas você conhece Alquatune, Dandara, Teresa de Benguela? Mulheres negras de garra que fizeram muito pelo nosso povo? Provavelmente não, assim como eu não conhecia. Mas a partir de hoje eu vou compartilhar algumas histórias, algumas(por que infelizmente não são todas que foram registradas), dessas grandes mulheres que merecem também, serem vistas.

Hoje vou compartilhar com vocês a história de Alquatune, uma princesa, filha do rei de Congo, que acabou sendo escravizada e avó materna de Zumbi dos Palmares.

Alquatune é um dos maiores símbolos de resistência e luta pela liberdade do nosso povo.
Segundo a história, no ano de 1665 Alquatune liderou um grupo de 10 mil guerreiros condoleses no que ficou conhecido como "A batalha de Mbwila", quando sua tribo foi atacada pelos Wachagas, há quem diga que este conflito foi provocado pelos portugueses, interessados em cativos para o comércio de escravos. O grupo de Alquatune foi derrotado e a cabeça de seu pai, Rei de Mani-Kongo, foi cortada e exibida em uma igreja. Alquatune foi presa juntamente com seus companheiros, trazida para o Brasil e vendida como escrava.
A princesa teria sido trazida por um navio negreiro para o forte de Elmina, em Gana, onde foi marcada com uma flor com ferro quente em cima de seu seio esquerdo. Em seguida completou a travessia para o Brasil onde desembarcou em Recife.
Já em Recife, Alquatune foi vendida para uma fazenda especializada em gado e o dono já tinha conhecimento de sua origem e que ela era venerada por alguns escravos e a entregou para os piores homens de sua fazenda.

Alquatune
Princesa Alquatune

Alquatune então, ouviu falar sobre o "Reino dos palmares". Desde o início da escravidão no Brasil, vários negros fugiam para o interior onde criavam quilombos.
Por volta de 1606, um grupo de escravos conseguiu se estabelecer nas montanhas de Pernambuco e ali fizeram um "quilombo", na região conhecida como Palmares. 
Alquatune quis fugir e se juntar ao grupo de Palmares, então ela se reuniu com um grupo de escravos na fazenda para destruir a casa grande. Eles conseguiram fugir e mais escravos foram se juntando ao grupo no decorrer do percurso. Conta-se que chegaram com ela cerca de 200 escravos ao Reino de Palmares. Alguns a reconheceram, mas o fato é que Alquatune se tornou líder e dentro do Reino ela teria feito o "Quilombo dos Palmares". Ali Alquatune deu à luz a dois filhos, ambos guerreiros e que mais tarde foram conhecidos pela sua coragem, Ganga Zumba e Ganga Zona. Também teve uma filha chamada Sabina, que seria mãe de Zumbi, conhecido depois como Zumbi dos Palmares.
O final da vida de Alquatune é controversa. Alguns dizem que uma das várias expedições enviadas pelo governo português e donos de fazenda, teriam queimado a vila onde ela vivia junto com outros idosos do quilombo. Outros alegam que ela conseguiu fugir, e outros ainda afirmaram que Alquatune teria morrido por doenças da velhice.
Existe uma lenda que os deuses da África teria tornado nossa guerreira imortal, um espírito ancestral que conduziu seus guerreiros até o fim do quilombo dos Palmares, em 1694. Dizem que ela é lembrada até hoje em Pernambuco.

Alquatune, com seus conhecimentos políticos, organizacionais e de estratégia de guerra foi fundamental para a consolidação do Estado Negro, a República dos Palmares.

Fonte: Blogueiras Negras