Filme Estrelas Além do Tempo - Vamos debater?

29 de abril de 2017





Em fevereiro, assisti ao filme Estrelas além do tempo juntamente com algumas blogueiras negras de BH e depois de vê-lo e analisa-lo hoje vim compartilhar com vocês a minha opinião sobre o filme.

Antes de mais nada, é importante lembrar que Hollywood já estava nos devendo um filme como esse, protagonizado por mulheres negras, não é mesmo? Mas também observei alguns pontos a serem melhorados que vou falar logo mais.


Bom, o longa é baseado no livro Hidden Figure (Figuras ocultadas), e acontece nos anos 60 nos Estados Unidos e retrata a história de 3 mulheres negras de um centro específico de matemática da NASA.

Essas três mulheres são Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson. Negras, de classe média, formadas em universidades e as melhores de suas áreas.


Um ponto que observei no longa, que inclusive um site que tem milhares de acessos por dia, concluiu da seguinte forma: Estrelas Além do Tempo, porém, se destaca ao não apostar no vitimismo de suas protagonistas. Seria muito fácil, com uma história assim, ficar no sofrimento oriundo do preconceito. Ao invés disso, a trama mostra que cada derrota faz com que elas tenham mais vontade de lutar, mais vontade de serem aceitas, mais vontade de verem seu trabalho dar certo.

Ok, representatividade e reconhecimento importa sim, claro. Mas quer dizer então que a mulher negra precisa se matar de trabalhar, estudar 10x vezes mais que uma pessoa branca para conseguir chegar no seu objetivo, é doloroso demais. E sabemos que até hoje infelizmente é assim.


Outro ponto que me incomodou um pouco no filme é a constante presença do homem branco, sucedido e bom samaritano, que autorizava que elas estivessem onde estavam, dando a entender que seria compaixão da parte deles, mas se você for observar bem, não é. Pois, eles precisavam de cada uma delas para que eles pudessem se sair melhores que os Russos. E querer romantizar isso no filme, não colou. 


Mas foi ótimo para que o mundo inteiro saiba que o lançamento do astronauta John Glenn  a órbita só foi possível graças ao trabalho de uma mulher negra.


No mais, o filme foi excelente e super recomendo, ainda mais por ser uma história verídica.
 Passei por alguns momentos de raiva devido ao racismo escrachado,
 mas me senti grandemente motivada a lutar, enfrentar meus medos e correr atrás dos meus objetivos como uma mulher negra na sociedade.

Vocês viram o filme, o que acharam?

Nenhum comentário:

Postar um comentário